• EXERCÍCIOS QUE AUXILIAM A EVITAR A PERDA DE URINA.

    Incontinência-urinária 

    A perda involuntária de urina é uma queixa muito frequente entre a população feminina, principalmente após a menopausa.

    Quando há um aumento da pressão abdominal, decorrente da realização de exercícios físicos, tosse, espirro, etc, pode haver escape de urina.

    Os principais fatores de risco para que isso aconteça são: menopausa, gestação, queda das paredes vaginais (“bexiga caida”), obesidade, tabagismo ou outras doenças que levem à tosse crônica.

    O controle dos fatores de risco, bem como o reforço da chamada “musculatura do assoalho pélvico”, através de exercícios específicos, que promovam o aumento do tônus dessa musculatura, tem um papel importante na manutenção da capacidade de controlar a perda urinária advinda dessas situações.

    Texto do Dr. Heleodoro Corrêa Pinto, médico da Classiclínica, membro da Sociedade Iternacional de Uroginecologia e atua há varios anos na prevenção e tratamento das disfunções do assoalho pélvico.

     

     

?>