Hemangioma e uso de anticoncepcional oral

Muito comum solicitarmos ecografia abdominal e vir o achado de hemangioma, pois é a lesão hepática mais frequente-70% de todas as lesões hepáticas benignas e sua prevalência é de 3-20%, podendo ocorrer em todas as idades, mas principalmente em mulheres adultas. Geralmente, não passam de 5 cm, permanecem estáveis e não apresentam riscos, além de serem assintomáticos (seu diagnostico é feito por acidente em uma ecografia abdominal de rotina). Quando não apresentam sintomas, não há a necessidade de tratamento e a recomendação de interromper anticoncepcional oral, ou evitar gestação pelo potencial risco de crescimento da lesão pelos hormônios não é justificável (ou seja, a presença de hemangioma estável e assintomático não é contra-indicação ao uso de anticoncepcional oral, como se acreditava no passado). Também não há a necessidade de acompanhamento da lesão.

Fonte: Nature Reviews/Gastroenterology and Hepatology,  vol 11, December 2014, p 737-747.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?>