• EXERCÍCIOS QUE AUXILIAM A EVITAR A PERDA DE URINA.

    Incontinência-urinária 

    A perda involuntária de urina é uma queixa muito frequente entre a população feminina, principalmente após a menopausa.

    Quando há um aumento da pressão abdominal, decorrente da realização de exercícios físicos, tosse, espirro, etc, pode haver escape de urina.

    Os principais fatores de risco para que isso aconteça são: menopausa, gestação, queda das paredes vaginais (“bexiga caida”), obesidade, tabagismo ou outras doenças que levem à tosse crônica.

    O controle dos fatores de risco, bem como o reforço da chamada “musculatura do assoalho pélvico”, através de exercícios específicos, que promovam o aumento do tônus dessa musculatura, tem um papel importante na manutenção da capacidade de controlar a perda urinária advinda dessas situações.

    Texto do Dr. Heleodoro Corrêa Pinto, médico da Classiclínica, membro da Sociedade Iternacional de Uroginecologia e atua há varios anos na prevenção e tratamento das disfunções do assoalho pélvico.

     

     

  • Saúde da Mulher – Exames e práticas Preventivas

    HotSiteImage

    Prevenção de Câncer: Os 5 tipos mais comuns em mulheres, fora câncer de pele que não melanoma, segundo o Instituto nacional do Câncer* são câncer de mama, cólon e reto, pulmão, colo e corpo uterino

    Exame Citopatológico ou Papanicolau: anualmente para prevenção do câncer de colo uterino. Iniciar após os 21 anos, ou após a primeira relação sexual. Detecta lesões iniciais provocadas pelo HPV, doença sexualmente transmissível que pode levar ao câncer de colo uterino. Este tipo de neoplasia é a segunda mais comum, entre as mulheres. Colposcopia auxilia no diagnóstico precoce de lesões no colo uterino. É um complemento ao anterior.

    Mamografia e Ecografia Mamária: Ajuda na detecção precoce do câncer de mama. Realizada  basal aos 35 anos e depois, anualmente, após os 40 anos. Devem ser feitas antes dependendo da história familiar para a doença. A ecografia mamária é um complemento à Mamografia para casos de mamas densas, prótese mamária, diferenciação de nódulos vistos em Mamografia. Além disto, recomenda-se exame clínico anual da mama e auto-exame mensal.

    Colonoscopia e pesquisa de sangue oculto nas fezes: Deve ser realizada em mulheres acima de 50 anos, ou antes, dependendo da história familiar. Previne o câncer colorretal.

    Cuidar da pele para evitar câncer de pele. Uso de filtro solar, evitar horários críticos do sol.

    Todos os episódios de sangramento vaginal após a menopausa devem ser investigados.

    Evitar tabagismo.

    Prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis e doenças Infecciosas: Abstinência sexual, redução do número de parceiros, uso de camisinha. Exames laboratoriais específicos dependendo de fatores de risco. Estar em dia com vacinas (HPV, Hepatite B, tétano, gripe, … consultar o calendário de vacinação adequado para você).

    Prevenção de Osteopenia, Osteoporose e Fraturas: Densitometria Óssea: Detecta a diminuição da densidade mineral óssea que pode levar a fraturas. É recomendada na menopausa ou antes se uso crônico de corticóide ou outro medicamento ou condição que interfira na massa óssea

    Prevenção de Doença Cardíaca Coronariana (Angina, Infarto), AVC (Derrame) e Vasculares: O risco aumenta com a idade e em pessoas com fatores de risco (Hipertensão, dislipidemia, diabetes, tabagismo e história familiar). Vale a pena um check-up cardiológico.

    *(http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/sintese-de-resultados-comentarios.asp). Estes dados diferem conforme a região do Brasil.

     

?>